Quer conhecer os livros Mamãe Aprendiz?

Quer conhecer os livros Mamãe Aprendiz?
Clique na imagem!

segunda-feira, 16 de maio de 2016

101 Dicas para não Enlouquecer nos Primeiros Dias com seu Bebê!

101 Dicas Para Não Enlouquecer Nos primeiros Dias com Seu Bebê!
Imagem: Capa do Livro - Acervo Pessoal
Gente, to muito feliz!!!!

Saiu do forno, quentinho, o meu novo livro! Ele é um "apanhado" de diversas postagens do blog, somadas com muitas dicas inéditas de mãe para mãe: 101 Dicas para não Enlouquecer nos Primeiros Dias com seu Bebê!

Um recém-nascido exige cuidados, disponibilidade, horas a menos de sono, um tempo de sua vida que será dedicado somente a ele, que pode ser uma experiência incrível ou... te deixar enlouquecida!!! Que tal se preparar para que seja um dos melhores momentos da sua vida?
Depois de alguns anos, percebi o quanto uma dica simples pode mudar totalmente o desenrolar da história de tantas mães! Por isso, trago aqui dicas que me ajudaram muito, e podem tornar sua vida muito mais fácil nos primeiros dias com seu bebê! 

O livro pode ser adquirido de duas formas: Online em formato Kindle, pela Amazon, clicando aqui.
Físico, com impressão pelo Clube dos Autores, clicando aqui

Indicado para gravidinhas, futuras mamães e mães de primeira viagem. 
Sei que vai ajudar e acalmar muitas mamães! 



sábado, 7 de maio de 2016

É o nosso dia!

É amanhã!!!! Chegou o dia das mães! 
Dia de flores e presentes, de almoçar fora, de surpresas pela manhã. Durante a semana, as apresentações lindas nas escolas já nos fizeram chorar. 
É dia de se alegrar, de curtir e de agradecer a Deus pela honra de ter filhos dEle sob os nossos cuidados. 
Deus não erra: se Ele te deu esse filho, é porque você será a melhor mãe possível para ele. Então aproveite seu dia, dê o seu melhor, pare de se culpar e... FELIZ DIA DAS MÃES!!!!! 

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Chá de Bebê ou Chá de Fraldas?

Chá de Fraldas
Foto: Dani de Papel

Um momento divertido com as amigas, de confraternização, de se sentir "amada" e perceber o quanto seu bebê será bem vindo! Esse é o motivo principal do Chá de Bebê, ou do Chá de Fraldas.  E de quebra, essas amigas ainda ajudam com presentinhos fofos ou fraldas para a chegada do bebê! 

O ideal é programar esse evento entre os 7 e os 8 meses de gestação, porque depois disso, o cansaço aumenta, o inchaço também e a possibilidade do bebê nascer antes é grande!




Normalmente organizado pelas amigas, parentes ou colegas de trabalho, também pode ser programado pela mamãe, para sair exatamente ao seu gosto, e tem três tipos principais:
Chá de Fraldas
Foto: Dani de Papel
  • Aquele com brincadeiras, onde a futura mamãe precisa “provar” que conhece os “apetrechos” e que vai dar conta do neném. As amigas normalmente programam brincadeiras com a mamãe, e os presentes podem ser escolhidos de duas formas principais: A tradicional, onde cada convidada escolhe um convitinho que vem com uma "sugestão" de presente, ou a mamãe abre uma lista de presentes numa loja especializada, e indica no convite. Se esse é o seu tipo escolhido, abaixo tem uma lista para te ajudar com os presentinhos. 
  • O outro tipo, que se torna mais uma confraternização, sem brincadeiras, onde se pode fazer um bingo, uma oração ou somente servir salgadinhos, docinhos e refrigerantes para as amigas baterem papo, é "chá de fraldas”.
  • O “beneficente”, é aquele para mamães com boa situação financeira, que abrem mão dos presentes, mas que fazem questão de ter a festa. Nesse caso, são solicitados fraldas, latas de leite ou dinheiro para ser entregue a alguma instituição de caridade.
Chá de Bebê
Foto: Dani de Papel

Para quem prefere o primeiro tipo, segue uma lista do que você pode colocar entre os presentinhos. Se você não fizer o chá, lembre-se de comprar esses itens!

  • Termômetro para banho (para medir a temperatura da água)
  • Brinquedos de banho
  • Sabonete de glicerina líquido
  • Aspirador nasal
  • Chocalho
  • Mordedor
  • Termômetro digital
  • Cotonetes
  • Algodão em bolinhas
  • Lenços umedecidos (escolha a marca de sua preferência e coloque no convitinho)
  • Pomadas de assaduras
  • Fraldas descartáveis tamanhos RN, P, M, G
  • Fraldas de tecido
  • Tesourinha sem ponta para cortar unhas do bebê
  • Kit escova e pente
  • Massageador de gengiva
  • Babador
  • Fraldas de boca
  • Pares de meias
  • Escova para lavar mamadeiras
  • Porta leite em pó
  • Pote para alimentos
  • Prato para papinha
  • Colher para papinha

Chá de Bebê
Foto: Dani de Papel

Para quem prefere o “chá de fraldas”, segue a dica do que você vai usar, lembrando que vai depender do tamanho de cada bebê. Essa lista é uma “média”. Alguns bebês, por exemplo, já nascem grandes e não chegam a usar fralda RN.

Essa listinha abaixo foi retirada do site da Pampers e é só para apresentar uma ideia da quantidade a pedir, pensando em pacotes de 40 unidades.
Fralda RN: 8 fraldas por dia, até 6kg, 6 pacotes
Fralda P: 7 fraldas por dia, 5 a 7,5 kg, 4 pacotes
Fralda M: 6 fraldas por dia, 6 a 9,5 Kg, 12 pacotes
Fralda G: 5 fraldas por dia, 9 a 12,5 Kg, 20 pacotes

Se for para escolher, prefira pedir fraldas P e M, que serão as mais usadas! As fraldas de tamanho “G” você provavelmente irá usar depois dos 10 meses de vida.

Lembre-se de colocar a(s) marca(s) de fraldas de sua preferência no convite, como sugestão. 
Chá de Fraldas
Foto: Dani de Papel
As fotos que decoram essa postagem, são da minha amiga artesã de scrap e Mimos DaniDePapel

Para entrar em contato e pedir a sua decoração (com direito a sugestões de alguém que tem um mega bom gosto e que entende tudo de scrap, decorações, lembranças e afins), entre na FanPage dela e mande uma mensagem: https://www.facebook.com/danidepapellondrina/

terça-feira, 12 de abril de 2016

Mamãe Aprendiz de Cara Nova!

Queridas mamães,

Estou mega feliz por apresentar a nova logo do Mamãe Aprendiz! 





Conforme contei aqui, esta linda logomarca foi feita com todo o carinho e cuidado pelo querido Fabio do Desainezinho, um trabalho simplesmente encantador: ele cria projetos exclusivos de identidade infantil! Tanto para crianças quanto para bebês ainda na barriga. 

Veja como foram as etapas da identidade visual do meu terceiro filho: o blog Mamãe Aprendiz:

Conforme contei aqui quando ainda estava no meio do processo, as etapas do trabalho são as seguintes:

  • Entrevista
  • Preparo e envio do Ultrassonzinho
  • Aprovação do Ultrassonzinho pelo cliente
  • Criação e envio dos rabiscos
  • Aprovação dos rabiscos pelo cliente
  • Criação e envio da identidade visual
  • Aprovação da identidade visual pelo cliente
  • Finalização
entrevista, foi descontraída e divertida. Nela fui levada a pensar em tudo o que o blog representa para mim, o que espero dele e como o vejo... Ele me fez descobrir os sentimentos que tenho em relação a ele. Foi mesmo muito legal. Mas, fiquei imaginando que emoção deve ser vivenciar este momento sobre um filho!

No Ultrassinzinho, recebi, traduzido em palavras, um resumo de tudo o que foi falado na entrevista. Foram várias páginas, contendo o resumo da conversa, imagens de referência, paleta de cores, algumas palavras-chave identificadas e os próximos passos. É perfeita a sintonia com tudo o que eu disse e sinto! 
Aqui, para vocês verem, as palavras-chave do blog:
Palavras-chaves do blog Mamãe Aprendiz
Desainezinho

Aprovada essa etapa, chega o momento de receber os Rabiscos! É a versão desenhada do trabalho feito até agora. Recebi duas opções para escolha, e... a escolhida foi amor a primeira vista!
Rabiscos da logo Mamãe Aprendiz
Desainezinho

Amor também pelo significado dela, que tenho que partilhar com vocês:
Significado da logo Mamãe Aprendiz
Desainezinho

Sem palavras! Era isso, exatamente isso! Quando um profissional consegue tirar de dentro de nossa mente e do nosso coração aquilo que sentimos e esperamos, mesmo antes de nós mesmas sabermos, não tem como não amar o trabalho dele! 


Aprovados os rabiscos, recebi a identidade visual:
Identidade visual Mamãe Aprendiz
Imagem: Desainezinho

Não é simplesmente uma logo, mas é a tradução de sentimentos, entendimentos, vida! 

E finalmente, o trabalho finalizado
Nova logo Mamãe Aprendiz
Imagem: Desainezinho



Sem palavras para descrever tanto carinho e delicadeza. É por isso que trago a vocês, leitoras mamães, e indico sem medo para todas as que quiserem fazer a identidade visual de seus filhos, dentro ou fora da barriga. 

Entre no site, conheça os trabalhos e encante-se também. 





sábado, 26 de março de 2016

Ensine seus filhos seus valores. Eles vão precisar um dia.

Feliz Páscoa - ensine seus filhos seus valores
Charge retirada do clicarembomportugues.blogspot.com.br/

O que seus filhos entendem do domingo de Páscoa? É dia do coelho? Dia de abrir os ovos de chocolate? 
Muitas pessoas foram criadas em lares cristãos, com valores cristãos, mas com correria, acabam deixando de lado o que aprenderam, e acabam criando filhos sem fé.  
Que nossos filhos cresçam sabendo que não estão sozinhos, que tem um Deus a quem recorrer. Porque um dia, não estaremos mais com eles... mas Deus sempre estará. Que eles tenham a fé nos momentos de alegria, mas principalmente nas dificuldades. Que eles não se desesperem nos sofrimentos. Nós pais queremos dar a nossos filhos tudo de melhor... não permitamos que eles fiquem distantes da Graça de Deus! 
Não quero dizer que não devemos comer chocolate. Mas que, muito mais que o chocolate, deve ser o amor e a confiança em Jesus, aquele que venceu a morte, o Senhor de nossas vidas, de nossas famílias, de nossos lares. 
Aproveite esse fim de semana para explicar às crianças quem é Jesus e tudo o que Ele sofreu por cada um de nós, por nossa Libertação, nossa Salvação, nossa felicidade! Só por amor!

UMA FELIZ E ABENÇOADA PÁSCOA!!! 

quinta-feira, 17 de março de 2016

Por Um Brasil Melhor Para Nossas Crianças

Por um Brasil Melhor para nossas Crianças
Foto: G1.com

Nesses últimos dias, como notícias bombásticas vindas de Brasilia, juntamente com o povo saindo às ruas para protestar por tantos abusos que tem sido cometidos, faço daqui minha oração, e convoco a todos a fazer também, pedindo por nosso Brasil, para que nossas crianças possam crescer num país sem corrupção, com mais saúde, mais educação, menos criminalidade, menos desamor, mais paz! 

Que toda mãe possa ser recebida com dignidade para parir seus filhos, e não seja obrigada a ter seu filho num corredor de hospital.  Que cada criança seja recebida ao mundo com seus direitos constitucionais assegurados, e que ninguém tire delas esses direitos. 

Que não faltem escolas confortáveis e bons professores a nossos filhos. Que não faltem médicos. Que não falte segurança. 


 Eu creio num Brasil melhor para nossas crianças! 

quarta-feira, 9 de março de 2016

Desainezinho - Inovador e encantador para mamães e papais

Desainezinho
Quando eu estava grávida da Mariana, queria fazer as lembrancinhas da maternidade com uma "marca" específica. Como não tinha como colocar foto dela, que estava na barriga, procurei muito por algo diferente, e acabei colocando uma imagem de um pezinho de bebê, mas não fiquei tão feliz com o resultado... 

Ao conhecer o Desainezinho, eu descobri que era exatamente isso que eu procurava naquela época: uma marca, só dela, que pudesse ser usada nas lembrancinhas, no enfeite de porta, no enfeite do quarto, nos aniversários, nos cadernos de escola, e que ela tivesse por toda a vida! 

Mas quero contar que o meu "terceiro filho" (não, eu não estou grávida, estou me referindo ao blog Mamãe Aprendiz!!!) vai ter uma Identidade Desainezinho, e estou maravilhada desde já!

Quer fazer um também para seu bebê que está na barriga? Ou uma marca ou personagem para o filho que já nasceu?

Vou te contar como funciona e como está sendo essa experiência para mim:

Tudo começa com um contato, por meio do site Desainezinho, onde você pode se apresentar e contar mais ou menos o que busca. Você recebe um retorno, e contratado o serviço, recebe um cronograma, contendo as datas de cada etapa, conforme abaixo:
  • Entrevista
  • Preparo e envio do ultrassonzinho
  • Aprovação do ultrassonzinho pelo cliente
  • Criação e envio dos rabiscos
  • Aprovação dos rabiscos pelo cliente
  • Criação e envio da identidade visual
  • Aprovação da identidade visual pelo cliente
  • Finalização
Estamos no meio do processo do meu Desainezinho, mas estou gostando tanto, que precisava contar!!

A entrevista foi um momento descontraído e divertido. Com muito tato e delicadeza, ele me levou a pensar em tudo o que o blog representa para mim, o que espero dele, como o vejo e cada um dos sentimentos que tenho com relação a ele. Achei tão gostoso e fiquei imaginando que emoção seria vivenciar esse momento sobre um filho!!! 

No ultrassonzinho você recebe, traduzido em palavras, um resumo de tudo o que você falou na entrevista. Achei perfeito, porque eu li, nas palavras de outra pessoa, a síntese de todo o meu sentimento! 

Os rabiscos são a versão "desenhada" de todo o trabalho até então. Após aprovados os rabiscos, a arte é colorida e finalizada. 

Acabo de aprovar os rabiscos, e me encantou ainda mais perceber o quanto o Fabio (que é designer, pai e apaixonado por esse trabalho) conseguiu traduzir de maneira magistral todo o meu sentimento, num logotipo lindo para o blog! 

Logo vou apresentar o final dessa história! Mas já te convido a visitar o site do Desainezinho e conhecer alguns dos lindos projetos e imaginar como será o seu! 




Visite e você também vai se encantar: http://www.desainezinho.com.br/




terça-feira, 8 de março de 2016

Feliz dia da Mulher!

Dia da Mulher
Foto: Pixabay
É hoje o nosso dia! Dia de comemorar tudo o que nós mulheres conseguimos alcançar na sociedade, mas principalmente, individualmente, o que cada uma de nós conseguiu alcançar a cada dia de nossa história. 

Hoje, convido você a olhar para você e sua história e relembrar quantos motivos você tem para comemorar nesse dia que é seu! Tantas coisas que alcançamos sendo mulheres!

Sabe, vemos tanta luta por uma igualdade, e hoje eu paro e penso... não sou igual aos homens, não quero ser igual aos homens. Quero dignidade e respeito, mas quero ser mulher, com todas as alegrias e todos os sabores de pertencer a esse sexo! 

E um brinde a nós, batalhadoras e vencedoras, que buscamos a cada dia, fazer a nossa parte por um mundo melhor! 

Feliz dia da mulher!! 

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Aborto em caso de Microcefalia?

Aborto em casos de Microcefalia?
Foto: Pixabay
Vivemos um surto de Zica e Dengue no país. Na verdade, o surto é do mosquito Aedes Aegypti, que prolifera em água parada e transmite essas doenças. Apesar da luta contra ele, há anos por causa da dengue, só agora estamos dando a devida importância para esse pequeno inseto que causa tanto estrago. 

Nós mães e futuras mães, estamos em choque com o número de casos de Microcefalia, em especial em Pernambuco, e se espalhando pelo país, gerando grande preocupação inclusive internacional. 

Gente, sejamos sinceras: Quando sonhamos com a maternidade, jamais pensamos em dificuldades, deficiências, doenças ou síndromes. Em nossos sonhos, a perfeição está presente em nossos filhos.  

Infelizmente a vida não é assim tão perfeita. A Mariana (minha filha mais velha) nasceu com Tirosinemia, uma doença séria, detectada pelo teste do pezinho; e com CIA, um "buraquinho no coração" que fez com que ela perdesse peso quando bebê, e indicação de cirurgia com 1 ano de idade. Ela não comia, não mamava, o pouco que se esforçava para comer, sentia cansaço e dormia. Foi um grande sofrimento para nós, correr atrás de médicos, tratamentos, a angústia que sentíamos, o medo de perdê-la, o medo dela sofrer. 

O Gabriel nasceu com inúmeras alergias, que começaram a aparecer já aos 10 dias, com sangue no cocô. Eu amamentava e fui tirando da minha alimentação tudo o que poderia causar as alergias nele, mas por muito tempo, nada adiantou... ele chorava muito, aos gritos, tinha cólicas terríveis, passávamos noites em claro, foi um tempo de muito sofrimento. 

Tudo isso não fazia parte dos meus sonhos e planos quando decidi ser mãe. Mas "veio no pacote". E olhando para trás, é claro que eu passaria por isso tudo de novo por eles. 

Tenho amigos com filhos com Down, e outras "crianças especiais", que deram a volta por cima, que descobriram o amor verdadeiro (que tudo suporta, tudo espera, tudo crê), e que vêem a cada dia, no rosto do seu filho, sua razão de viver e o motivo maior de ser feliz. 

O que ocorre com os filhos que vêm com problemas? Tiram nosso "chão" e também nosso conforto. Sim, porque dão trabalho, fazem-nos sair de nosso egoísmo, de nossa auto-piedade, de nossa mesmice, e nos levantam. Eles nos fazem perceber que o mundo é bem maior do que nosso umbigo, e que nós devemos lutar para que eles tenham uma vida melhor. 

O problema é que nem todos querem sair do seu egoísmo, e preferem abandonar ou matar seu filho porque ele é diferente do "normal". 

Nessas horas, a "desculpa" usada é: ele vai sofrer, quero evitar que ele sofra. Mas na verdade, dando nomes aos bois, quem não quer sofrer é a mãe, os pais, os familiares, a sociedade.   O bebê quer sim viver, e luta pela vida a cada dia!

É um momento muito sério em nossa sociedade, onde mulheres empunham cartazes tiram suas roupas, botam os peitos pra fora para pedir a liberdade de matar os próprios filhos. E eu fico pensando... que valores nós temos? Que sociedade é essa que vivemos? 

Sim, devemos lutar por nossos direitos, por melhores condições de vida, por ter acesso à educação, à saúde, à segurança, à estradas seguras sem buracos, à medicamentos, saneamento básico, e tantas coisas que nos são tiradas pela corrupção, deixando nosso povo à mercê de uma vida miserável e sofrida. 

Agora lutar para matar criancinhas no ventre materno, é sinceramente abominável. Tanto quanto as que abandonam seus bebês, jogam, enterram... tanto quanto os pais que matam seus filhos já nascidos, e que  nos chocam nas reportagens de TV. A única diferença é que aqueles que estão no ventre, não podem nem gritar. Nem voz tem para se defender. 

Mas mesmo assim, ainda vejo na fanpage do blog pessoas dizendo que "dá até para entender mulheres que pensem em aborto nos casos de microcefalia". Não, não dá para entender. Essa mãe foi convencida, está no auge do desespero, não está pensando direito, porque uma mulher em sã consciência não deveria se decidir livremente por matar seu filho no ventre. 

Na verdade, existe um grande interesse em convencer você de que o aborto é a melhor opção. Tem muita gente ganhando milhões com isso. Não acredita, leia esse post sobre aborto e sobre o que está por trás do aborto, clique aqui

Se quiser saber como o bebê sofre num aborto, clique aqui, que eu falo sobre os tipos de aborto

Hitler também queria "se livrar" daqueles que tinham alguma deficiência. Chamamos isso de Eugenia. A Eugenia é muito usada na ciência, no melhoramento genético de plantas, sementes e até de animais. Entretanto, estamos falando de gente, de pessoas. E a ideia é essa mesma: começa assim: Ela tem cérebro menor, vai sofrer, talvez não ande, não fale, melhor nem nascer. Hoje, quando vemos em filmes os campos de concentração nazistas, pensamos em como a maldade humana pode alcançar níveis tão altos... e percebemos que nossa sociedade tem a mesma raiz. 

Pensa comigo: se hoje eu acho correto matar um bebê porque ele tem um cérebro menor e pode apresentar deficiências físicas e mentais (que eu nem sei ao certo quais serão, porque cada caso é um caso), amanhã vou achar correto matar um que tem down, depois um que tem pezinho torto, com o tempo, outro que não tem olhos azuis ou que não seja do sexo que eu queria. Entende o que estou falando? É um caminho sem volta. Isso é eugenia, raiz do nazismo dentro de nossa sociedade. 

Até onde vamos? Até o caso daqueles médicos europeus que estão tentando convencer alguns países da Europa, onde o aborto é liberado em qualquer fase da gestação, de que os pais deveriam ter o direito de matar o filho depois que nascesse. Porque quando nasce, é igual quando está dentro do útero, a criança ainda não tem consciência de quem é, então ainda pode matar! 

Sim, essa é a teoria: Eu passo 40 semanas de gestação, vou para o hospital, tenho meu filho, aí olho pra ele, e não o acho tão bonitinho quanto pensei... ou descobro que ele tem algum probleminha que não apareceu nos exames, ou me lembro que quero fazer doutorado no ano que vem, entrego aos médicos e digo: pode matar! 

Eles estão chamando essa loucura de "aborto pós nascimento". 
Gente, tem noção do que isso alcança? Daqui a pouco vão defender isso para crianças de 2, 3 anos... para adultos difíceis de lidar... e onde vamos chegar?

Quando a vida perde a importância, seja ela em qual etapa estiver, tudo perde o sentido. Não deixe que essa sementinha nazista da eugenia entre em seu coração. Não se permita aceitar que uma criança deva ser condenada a morte porque tem alguma deficiência. É muita mesquinharia que estão tentando nos enfiar goela abaixo.

Sobre as doenças dos meus filhos, a Mari foi curada da Tirosinemia. O CIA regrediu e ela não precisou fazer cirurgia. Hoje é uma menina saudável, alegre e brincalhona. O Gabriel foi curado das alergias. Hoje come de tudo, é um menino carinhoso, tranquilo e feliz. Quando lutamos, buscamos opções, tratamentos, temos fé, mas principalmente: quando amamos, tudo pode ser mudado. 

Para as crianças nascidas com microcefalia, existe tratamento, existem meios de desenvolvê-las, para que tenham uma vida o mais normal possível. Tanto que existe uma recém formada jornalista que tem a síndrome e decidiu fazer jornalismo para ser porta-voz da microcefalia! Detalhe: quando ela nasceu, o médico disse que ela logo morreria, nem andaria, e se sobrevivesse, vegetaria... Ela teve convulsões até os 12 anos, fez várias cirurgias, mas hoje tem vida normal. 

Ela teve uma mãe que a amou, acreditou nela, e permitiu que ela se desenvolvesse. Buscou soluções, fez tratamentos, cirurgias, e eis aí o resultado. Com essa síndrome, sendo uma "deficiente física", ela alcançou o que muita gente "normal" não alcança. 

A medicina não é infalível, e o ser humano tem um poder incrível de vencer dificuldades. Se você está grávida de um bebê com microcefalia, acalme seu coração, ame-o, lute por ele. Eu sei, não vai ser fácil, mas você é tudo o que ele tem. E você verá num futuro, a recompensa por todo o seu esforço!

#abortonao
#vidasim
#simavida










terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Como saber que o Trabalho de Parto começou?

Essa é uma dúvida de 9 entre 10 mamães que esperam por um parto normal, e esses dias, recebi um e-mail de uma querida leitora, pedindo esse post, então vamos lá! 
Como saber se o trabalho de parto está começando?
Foto: https://pixabay.com/

Para começar, é importante lembrarmos que cada mulher tem teu tempo, suas sensações e não é possível determinar quando ele começa exatamente, pois cada uma de nós somos diferentes. Mas existe uma série de mudanças que vão acontecendo ao mesmo tempo que podemos atentar:

Nas semanas/dias antes do trabalho de parto: 


  • Colo de útero mais fino e dilatado, o que é determinado pelo "exame de toque" feito por enfermeira ou obstetra;
  • As contrações vão se intensificando, passam a acontecer em intervalos mais regulares, demorando cada vez menos tempo entre uma e outra, e mais intensas. Quando estiver próximo ao trabalho de parto, elas costumam ocorrer a cada 10 ou 20 minutos. 
  • A contração de parto normalmente é aquela que vem com dor nas costas, na região lombar, e junto com uma cólica, que parece aquela menstrual. As contrações só na barriga normalmente são de treinamento, as que vem com dor lombar, devemos prestar mais atenção e anotar de quanto em quanto tempo aparecem e quanto tempo duram. 
  • Algumas mulheres tem uma secreção de muco marrom ou até com traços de sangue. É tampão de muco, que protege o colo do útero, que quando sai, normalmente indica que o trabalho de parto está próximo... podendo ser já, ou em alguns dias. 
  • Quando a bolsa rompe, a coisa fica mais clara. Normalmente vem junto com as contrações. A maioria dos hospitais costuma induzir o parto se a bolsa romper e não tiver contrações, pois após algum tempo da bolsa rompida, o bebê pode correr riscos de infecção. 
  • O bebê encaixa (e a barriga fica mais baixa).

Quando devo procurar um médico?

  • Converse com seu médico e combine quando você deve avisar. Caso tenha dúvidas, não tenha vergonha de ligar e perguntar, os médicos já estão acostumados. 
  • Vale o mesmo para os profissionais dos postos de saúde e hospitais do SUS. Já pergunte antes para onde deve ir quando achar que o bebê está para nascer. 
  • Se sentir algo diferente e ficar em dúvida, vai para o hospital mesmo assim. O sexto sentido da mãe sempre vale nessas horas. É melhor ir e voltar, do que não ir e complicar. 
  • Normalmente os médicos pedem para tomar um banho morno, ou quentinho, quando as contrações estão fortes, para ver se elas diminuem. Quando é um trabalho de parto verdadeiro, isso não diminui a dor. 
  • Se estourar a bolsa ou se estiver perdendo líquido, fale com o médico ou procure o hospital. Uma boa forma de saber se está perdendo líquido, é colocar um absorvente limpo, esperar meia hora, e observar se ele está seco, úmido ou molhado. 
  • Caso tenha contrações antes de 37 semanas de gestações, que sejam regulares, procure o médico. 
  • Avise também se tiver algum sangramento vaginal, febre, dor de cabeça muito forte, dor abdominal ou perturbações de visão. 
  • Caso não sinta o bebê por um bom tempo, tem algumas dicas antes de correr pro hospital, leia neste post: "não sinto o bebê mexer". Se depois de usar as técnicas citadas, ainda não sentir ele mexer, vale procurar também um atendimento.